segunda-feira, 15 de abril de 2013

A Música Sacra Parte 1: Cantochão ou Canto Gregoriano



O que é Cantochão? o que é Canto Gregoriano? são a mesma coisa? ou são diferentes? bem meu caro leitor, vou responder a sua pergunta sem arrodeio. Vou deixar bem claro: CANTOCHÃO = CANTO GREGORIANO.  Isso mesmo que você leu: o cantochão é o mesmo de canto gregoriano, ou seja, pode chamar das duas formas.

O Cantochão, no sentido mais fiel a palavra, tem sentido de um canto plano, ou seja, uma única linha melódica, pelo menos no início do mesmo. Já o nome Canto Gregoriano, refere-se ao Papa Gregório I, sistematizou e organizou o Cantochão.
O Papa Gregório I se preocupou em organizar este gênero musical. Esta pintura gira em torno de uma lenda em que o Papa recebe orientações Divinas para a organização do cantochão. 

Este adaptou as características herdadas da música proveniente dos Judeus que são os Salmos, assim também como algumas caracteristicas da música grega, mais precisamente os modos gregos, que são uma espécie de escala, uma sistematização sonora de cada região da Grécia Antiga como por exemplo, da Jônia (Jônico ou Jônio), Dória (Dórico), Frígia (Frígio) etc. e, mais tarde, por causa dessa apropriação da música grega, os modos passaram a ser chamados de modos litúrgicos ou eclesiásticos.

Este gênero musical, constitui uma das maiores criações de melodia pura conhecida no mundo ocidental, tanto em extensão como em beleza. este possui as seguintes características:

  • Monódico: uma só melodia;
  • Modal: utilização dos modos gregos;
  • Desacompanhado;
  • Não métrico: sem uma organização em fórmulas de compasso (compasso binário, ternário, quartenário, composto etc.);
  • Segue o ritmo das palavras, por isso não tem métrica musical;
  • Extensão limitada, geralmente dentro de uma oitava;
  • Textos em Latim;
  • Utiliza notação neumática;
  • O côro é sempre masculino durante esse período;
NOTAÇÃO NEUMÁTICA: eram sinais utilizado sobre as letras da canção que indicavam ao cantor, a forma de como se cantava a música. Eram imprecisos, pois ainda não havia sido criada a Notação Musical conhecida atualmente.
Fragmento de um cantochão em que os NEUMAS estão marcados por esses sinais marcados acima da letra
Agora vocês verão um gráfico que demonstra os neumas separadamente:

OBS.: Havia os estilos ou formas de cantar os quais são:

Canto Silábico, quando as notas da melodia, seguem as palavras do texto;
Canto Melismático, onde várias notas são cantadas numa única sílaba;
Solo Salmódico, quando o coro participa somente nas expressões "Aleluia" e "Amém";
Canto Responsorial, ocorre quando o solo e o coro se sucedem cantando a música;
Canto Antifônico, quando dois coros se alternam cantando a música;

A música sacra evolui durante a Idade Média, e chega a se formar o ORGANUM que tratarei deste assunto mais tarde. Em paralelo a música sacra, a música profana ou secular, também teve o seu desenvolvimento durante a Idade Média. Esta, como podemos subentender, era apreciada fora do contexto religioso.

Vou deixando por aqui alguns exemplos de Cantochão ou Canto Gregoriano para você ouvir, aí vão os links:



Vocês podem ver outros que estão no youtube para melhor esclarecimento.

Abçs

FLS

Nenhum comentário:

Postar um comentário